Retornar a primeira página

MORICONI, Roberto
Escultor e pintor.
Roberto Moriconi (1932: Fossato de Vico, Itália – 1993: Rio de Janeiro, RJ).

1953 – Fixou-se no Rio de Janeiro, após ter feito estudos artísticos na Itália.
1957 – Abandonou o emprego numa companhia de serviços de manutenção de aviões para se dedicar exclusivamente à arte.
1960 – Realizou exposição de desenhos na Galeria Dezon, no Rio de Janeiro, sua primeira individual; no mesmo ano, iniciou colaboração como ilustrador da Livraria Freitas Bastos, onde permaneceu até 1967.
1963 – Expôs suas primeiras esculturas na Galeria Seta, em São Paulo. No início, esculpia, sobretudo o mármore, transitando depois para o aço e o acrílico, aos quais procurava associar a luz e o movimento.
1967 – Participou do Salão da Nova Objetividade, no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro, marco na retomada da figuração nas artes plásticas brasileiras; no mesmo ano, realizou na Petite Galerie, também no Rio de Janeiro, a 1ª Feira Mundial Sangue de Umbigo, voltada à crítica da sociedade de consumo e dos padrões artísticos consagrados.
1968 – Divulgou o manifesto Formas Dinâmicas no Espaço no evento Arte Pública no Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro, quando apresentou também a obra Máquina I, na qual utilizava um projetor de slides com gotas de tinta para promover efeitos cinéticos.
Décadas de 1970 e 1980 – Deu continuidade às suas experimentações artísticas, elegendo o aço como material privilegiado de suas esculturas.
1974-84 – Foi curador do departamento de escultura do MAM-RJ.
1995 - O Centro Cultural Laurinda Santos Lobo, localizado no bairro carioca de Santa Tereza, onde o artista viveu, inaugurou um espaço permanente dedicado a sua obra.

Principais exposições individuais:
1972 – Psicogeometria, MAM, Rio de Janeiro, RJ.
1977 – Antivolumes, Galeria Bonito, Rio de Janeiro, RJ / Skultura Galeria de Arte, São Paulo, SP.
1980 – Volumes Energéticos, Skultura Galeria de Arte, São Paulo, SP.
1991 – Do caos ao cosmos.
1995 – Moriconi Mestre da Luz, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ.

Principais exposições coletivas:
1961/67/71 – 6ª, 9ª, 11ª Bienal Internacional de São Paulo, São Paulo, SP.
Década de 1960 – Diversas edições do Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ.


Fontes
CAVALCANTI, Carlos. Dicionário Brasileiro de Artistas Plásticos. Brasília: MEC/INL, 1974.
MUSEU Virtual de Arte Brasileira. Roberto Moricone. <http://www.museuvirtual.com.br/>
PONTUAL, Roberto. Dicionário das Artes Plásticas no Brasil. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1969.

 

AFC